30 of maio de 2012

Publieditorial na boo-box

Anunciantes, Produtos Postado por

Como impactar seu público-alvo com transparência e atingir o seu objetivo.

As redes sociais possibilitaram uma nova forma de interação com as marcas. Antigamente, para pesquisar sobre um produto ou serviço, era necessário consultar a própria empresa em sua loja ou contar com a opinião de conhecidos que tiveram alguma interação com ela.

Hoje em dia, um quarto dos meios de comunicação social menciona pelo menos um produto, serviço ou marca, segundo o IBOPE Nielsen e a NM Incite. O que mostra que os consumidores, aos acessarem as redes sociais, estão em busca da troca de experiências com toda a comunidade.

Uma pesquisa feita pela Sophia Mind, empresa de pesquisa e inteligência de mercado feminino, que analisou os hábitos de consumo de beleza das brasileiras mostrou que 25% das mulheres até 30 anos são influenciadas por blogs em suas decisões de compra.

E essa exposição, se bem explorada, pode impulsionar as vendas já que três em cada cinco internautas usam as redes sociais, e esse uso continua a crescer diariamente. E para isso não faltam formatos de publicidade online para impactar a audiência, desde banners, vídeos, links patrocinados e rich media, até os já famosos publieditoriais.O publieditorial, tão em alta nos últimos tempos, é um post patrocinado nos blogs. Uma ferramenta que pode desempenhar um papel crucial no planejamento de uma campanha online, desde que utilizado da maneira correta.

Na boo-box, ao optar por este formato, alguns cuidados são tomados para que a ação seja bem-sucedida. É importante ter em mente que ao optar pelo publieditorial, a marca está em busca da reputação do blogueiro que fará o post, reputação esta conquitada com o tempo investido na produção de conteúdo qualificado para uma audiência de nicho, que conhece muito bem o assunto.

O produto ou serviço tratado no post deve ter total sinergia com o blogueiro para que o assunto seja abordado de forma natural e consequentemente bem recebido pela audiência.

Em um artigo publicado pela Sophia Mind, um grupo de mães blogueiras se mostrou receptivo com relação à oportunidade de trabalhar com empresas. Entretanto elas não querem que a publicidade influencie ou modifique a “voz” do blog. Por isso é importante que as marcas entendam a essência do conteúdo dos blogs antes de estabelecer uma relação com eles.

O artigo também destaca a característica dos profissionais de marketing de apenas “falarem” com seus consumidores e não “conversarem” com eles, porém os blogs exigem que as empresas primeiro leiam e interajam para posteriormente entenderem e emitirem mensagens adequadas para suas audiências.

Portanto, as empresas devem conhecer muito bem o blog e o publisher responsável por ele antes de dar início a qualquer campanha, para tentar seguir a mesma linha (voz) dos conteúdos.

Na boo-box, uma equipe de especialistas faz a seleção dos formadores de opinião mais indicados para cada ação. A boo-box conta com 42 mil publishers produzindo conteúdo diariamente, em diferentes categorias de sites que vão desde Games até Saúde. Esta seleção leva em conta o objetivo da ação, sinergia entre o blogueiro e a campanha e é claro, o público-alvo atingido pelo site.

Escolhidos os blogueiros, os mesmos são apresentados à campanha, produtos e serviços. Neste momento eles podem aceitar, ou recusar a participação, caso acreditem que o conteúdo não seja interessante para os seus leitores ou mesmo não esteja de acordo com as suas crenças.

Ao aceitar, o blogueiro posta o conteúdo em seu blog, que virá acompanhado de um selo ou identificação que mostra que o post é patrocinado. Desta forma é mantida a total transparência para com os leitores do blog.

Para saber mais sobre as possibilidades do publieditorial, entre em contato com os nossos key-accounts.