18 of dezembro de 2009

Transmídia – Uma nova forma de produção de conteúdo

Institucional, Notícias Postado por

Seguindo nosso compromisso de enriquecer a experiência de nossos publishers, hoje vamos falar sobre uma nova maneira de pensar sobre produção de conteúdo: a narrativa transmídia, ou transmedia, em inglês.

Trata-se de histórias que extrapolam o meio de comunicação para o qual foram inicialmente contadas, como a trama de um filme que possa continuar no rádio, no jornal, em um blog, numa música e até mesmo em um SMS. Dois exemplos que se destacaram ultimamente são a série “Lost” e o ARG (Alternative Reality Game) “Why So Serious“, criado para o lançamento do último filme do Batman[bb], entre outros.

Batman: The Dark Knight | Case

Veja também a explicação do Judão sobre o case: Batman – The Dark Knight

Os profissionais que criam essas histórias não pensam em um formato, como um roteiro de um filme, uma matéria para o jornal ou um micro-conto no Twitter. A narrativa não se resume a um meio específico, ela começa em uma mídia e caminha para outras, fazendo com que o conteúdo nessas diferentes plataformas conversem entre si.

Você já deve ter imaginado a continuidade de um filme, ou até mesmo já escreveu, contou, filmou, fotografou ou remixou algo que pudesse ser entendido como uma extensão de uma história. O público – ou melhor os “fãs” de uma peça transmídia – fazem isso o tempo todo.

A narrativa transmídia possibilita com que o público interaja com múltiplos conteúdos derivados da mesma história, proporcionando novas experiência que o estimulam a participar dela de forma mais ativa. No link a seguir há uma entrevista esclarecedora com o pesquisador Henry Jenkins sobre o assunto: http://migre.me/eol1

Interessante para os publishers ver que o pesquisador Henry Jenkins afirma que os “computadores não anulam outras mídias, pelo contrário, usuários de computadores consomem, em média, mais televisão, filmes, CDs e outras mídias afins do que a população em geral” abrindo um leque maior de possibilidades de interação.

Pode-se dizer que o sucesso de um conteúdo transmídia está muito relacionado a habilidade em suportar as apropriações e conexões da história.