16 of setembro de 2011

Conheça o WebHolic, blog sobre startups e tecnologia e parceiro boo-box

Cases Publishers, Publishers Postado por

O site, que começou como franquia do ReadWriteWeb, emancipou-se e agora faz sucesso com estratégia própria.

No mundo dos negócios, muitas pessoas que decidem abrir seu próprio negócio optam pelas franquias, que carregam o nome de uma marca já consolidada e, por isso, têm retorno mais garantido. Na blogosfera isso também acontece, com vários blogs estrangeiros consolidados ganhando suas versões brasileiras, que já nascem com a reputação do original.

Com o WebHolic também foi assim. Fundado por Diogo Bedran e Diego Gomes, o blog começou em outubro de 2009 como franquia brasileira do ReadWriteWeb, um dos blogs de tecnologia mais populares do mundo. Diogo, que cuida da parte administrativa, nos conta que o blog cresceu numa velocidade incrível e rapidamente tornou-se líder no segmento. No entanto, eles notaram que o crescimento do blog estava um pouco limitado pela franquia, devido a uma série de obrigações editoriais e contratuais – por exemplo, parte da receita publicitária deveria ser encaminhada à matriz.

WebHolic

O WebHolic, como é hoje, surgiu quando seus editores resolveram seguir um caminho próprio. Aproveitando o relançamento, os planos de anúncios foram remodelados e o volume de conteúdo original do mercado brasileiro ganhou mais volume (antes, quase 50% do conteúdo eram traduções). As vantagens desta mudança estratégica, ele diz, foram muitas: “Com isso ganhamos mais flexibilidade em negociações e nos formatos. Inclusive diminuímos os preços de patrocínio para tornar o blog mais acessível”.

Como o site nasceu como uma franquia de uma grande marca, a profissionalização veio desde o início: já existiam patrocínios e anúncios e uma equipe de colaboradores muito qualificada. O blog já recebeu contribuições de alguns dos principais formadores de opinião do mercado brasileiro de startups. O próprio Marco Gomes, fundador da boo-box, já escreveu alguns posts para o blog.

Sobre a linha editorial do site, Diogo explica que os interesses do público e dos editores são muito parecidos, então eles publicam o que gostariam de ler. Ocasionalmente também exploram algum assunto de interesse do público sobre tecnologia, que não tenha sido aproveitado pelos blogs locais. O WebHolic também oferece muitos guias e conteúdo instrumental para os empreendedores e startupeiros do Brasil. Ele dá como exemplo o guia de aceleradoras, publicado recentemente com grande sucesso.

A receita do site vem, como muitos outros, da venda de espaço publicitário em uma série de formatos. “Além de banners em padrão IAB e formatos especiais, oferecemos publieditoriais, promoções do Twitter, e estudamos parcerias. Se houver uma necessidade relevante, tentaremos supri-la da melhor forma possível”, conta Diogo.

Os editores já conheciam a boo-box através da divulgação em blogs, antes mesmo da publicação do artigo no TechCrunch. A parceria começou só no mês passado, mas ele afirma que já tem sido bem interessante.

“O dashboard é simples, legal, e apresenta todas as informações necessárias e relatórios das campanhas ativas de maneira clara. A equipe que trabalha conosco também é super atenciosa, em especial a Marilia Nicoletti.”

Diogo, a Marilia agradece o elogio e toda a equipe boo-box deseja muito sucesso ao WebHolic!

  1. Ataliba | setembro 16, 2011 @ 14:15 - Responder

    Numa coisa eu tenho que concordar com o pessoal do WebHolic, um dos grandes diferenciais da BooBox é o atendimento e a proximidade dos mesmos com as pessoas que utilizam o serviço.
    Sempre recomendo a BooBox ressaltando isto :-)