26 of fevereiro de 2008

Bom conteúdo não teme buscadores

Pimp your blog, Publishers Postado por

O mais próximo que a humanidade já chegou de um oráculo são os buscadores. Eles tudo sabem, tudo respondem, e se não respondem direito é porque a pergunta está mal formulada. Graças a essa capacidade inédita, muitas pessoas usam os buscadores como único ponto de partida para a Web, portanto, a maior parte do tráfego da Internet começa aí, neles. O maior responsável por levar tráfego para blogs, por exemplo, são os buscadores.

Toda uma economia surgiu em volta dos sistemas buscadores de conteúdo, muitas startups Web brasileiras da “segunda geração” dependem deles para gerar receita. Um caso comum ocorre quando o serviço indexe conteúdo de outros sites geram páginas otimizadas para busca; colocam anúncios orbitando o conteúdo e esperam o tráfego vir dos buscadores, onde os chamados leitores pára-quedistas vão clicar inadvertidamente nos anúncios, gerando receita.

O problema com este modelo de negocios[bb] é que se o buscador mudar uma chave no seu sistema de relevância de resultados, o tráfego para o serviço pode ser seriamente afetado, com isso a startup pode definhar até a morte. Como qualquer iniciante[bb] sabe, é perigoso construir um negócio que dependa de uma única empresa que não seja a sua.

Se você tem algum tipo de negócio online, imagine a seguinte situação hipotética: O maior buscador do mundo sumiu, sem explicação, sem aviso prévio. O que aconteceria ao seu negócio? Balançaria um pouco mas continuaria nos trilhos ou seria fadado ao limbo?

Está em nossa filosofia que o conteúdo é rei. O Fugita já disse que a busca é um dos pilares da Web, e nós concordamos, os buscadores não vão deixar de existir, porém, eles podem mudar o modo com indexam o conteúdo e seus mecanismos de relevância de resultados, prejudicando empresas que têm como único modelo de negócios a adição de publicidade a textos coletados na Web. A única certeza que temos é que os sistemas de busca sempre vão priorizar o bom conteúdo, então, mais uma vez, quem faz bom conteúdo, original, relevante, vence.

Minha empresa não depende dos buscadores, se o maior sistema buscador de conteúdo da atualidade deixasse de existir a boo-box continuaria no mercado, e arrisco dizer: teríamos pouca alteração na quantidade de boo-boxes abertas todo mês. Nós dependemos de bom conteúdo, e este existe desde que alguém resolveu desenhar como foi o dia de caça na parede de uma caverna.

  1. Thássius V. | fevereiro 26, 2008 @ 22:58 - Responder

    Acredito que comparar a Boo-Box com um blog seja equivocado. E, de certa forma, pode prejudicá-los. O número de novas contas abertas não vai alterar, mas uma vez que determinado serviço de busca quebra, muitos blogs perdem visitantes, e com isso o número de ofertas convertidas em compra através da Boo-Box também caem.

    Numa rede gigantesca, acaba sendo muito difícil gerar uma comunidade em torno de um blog. As opções são muito variadas, e às vezes escolher uma não vale a pena. Melhor mesmo é fazer uma busca, e escolher o conteúdo pontual que melhor satisfaz o que se procura.

  2. Paulo Rodrigo Teixeira | fevereiro 27, 2008 @ 9:09 - Responder

    Apesar de defensor do SEO, o artigo está correto, pois existem sites que mesmo banidos dos resultados de busca, são muito acessados devido ao seu “branding”. Se um site tem uma lista de e-mail de permissão muito grande, ele consegue facilmente fazer cross-sell sem precisar de acessos gerador por busca.

    Porém é claro que os acessos vindos de sites de busca são muito grandes e trazem novos clientes. Por isto ele deve ser considerado e utilizado.

  3. DiegoLopes | dezembro 24, 2008 @ 13:47 - Responder

    Mt legal este texto kra. N sei se vc n comentou o q vou dizer agora pra ser mis político mas a verdade é q tem muita gente aí dando uma de guru como se soubesse as 200 e tantas chaves do google qd na verdade n sabe nem as básicas e outra coisa é q SEO pra mim não é especialidade e sim competência. se vc n faz um site bom pra SEO é pq é incompetente e n porque tem uma especialidade a menos. A “profissão de SEO” é nova mas parece q já está morrendo, é bem melhor usar um ferramenta q já é estruturada para SEO q contratar um destes “gurus” para melhorar sua indexação. escrevi um texto sobre isto, mas voltado principalmente para wordpress. Citei este texto seu. Abço e feliz natal hohoho!!!
    http://www.diegolopes.com.br/blog/webmaster/dicas-de-seo-para-wordpress/