23 of março de 2015

Palestra Online boo-box: Como montar um Mídia Kit

Palestra Online, Pimp your blog Postado por

Hoje damos início ao projeto de palestras online boo-box com o primeiro vídeo falando sobre Mídia Kit. A palestra foi ministrada por Marina Braum, especialista de Desenvolvimento de Publishers aqui da boo-box e já está disponível no nosso canal do Youtube.

Os temas abordados foram: O que é um Mídia Kit, para quê ele serve, como montar, onde encontrar os dados e como mostrar o diferencial do seu site. Além disso, falamos em quais formatos publicitários é possível trabalhar, como você determinar os valores a serem cobrados e como abordar possíveis anunciantes.

Assista ao vídeo da palestra, e veja como montar um Mídia Kit!

Os slides da palestra estão disponíveis aqui.

Sabia que a boo-box também trabalha com ações patrocinadas?

Ocasionalmente temos a oportunidade de apresentar alguns sites para anunciantes a fim de fazer uma ação com produção de conteúdo. Como fazemos parte de campanhas em fase de planejamento, precisamos ter os dados e valores cobrados pelos Publishers de prontidão para atender rapidamente o anunciante. Se você tem interesse que seu site também seja apresentado nessas oportunidades, preencha nosso formulário

Os links comentados na palestra são:
Conheça mais sobre a boo-box
Conheça a IAB

 

Mas, afinal, o que é um Mídia Kit?

Ele é o documento de apresentação do seu site para anunciantes, portanto o objetivo do Mídia Kit é captar anunciantes para o seu blog, site ou rede social.

A melhor forma de montá-lo e apresentá-lo é em um PDF feito a partir de uma apresentação em Powerpoint. O interessante é montar o Mídia Kit com um layout semelhante ao do seu blog, pois assim se mantém uma identidade visual do veículo.

Existem alguns dados essenciais de audiência que empresas procuram em um Mídia Kit, sendo eles: pageviews (visualizações de página) por mês; unique visitors (visitantes únicos) mensal; informações sobre o público que acessa (% sexo, % estado, %idade); resumo do site; contato. Sem isso, seu Mídia Kit provavelmente deixará a desejar. Existem diversos outros fatores que podem trazer um diferencial para o seu site e que podem constar em seu Mídia Kit como o tempo de uma visita, bounce rate, posicionamento em buscas orgânicas, comentários positivos, etc. Dados como esses são facilmente encontrados em serviços como o Google Analytics ou na página administrativa do seu site. Para ficar mais completo, faça também uma pesquisa de comportamento com o público do seu site. Não se esqueça de sempre citar a fonte das informações relacionadas, assim como a data em que foram levantadas.

Os formatos publicitários mais comuns quando falamos de ações patrocinadas em blogs e sites são: publieditoriais (post patrocinado, publipost); banner fixo (formatos padrão IAB); e publicações nas redes sociais, mas é muito interessante que o veículo tenha opções diferenciadas para publicidade como troca da imagem de fundo, patrocínio de categorias, etc.

A forma mais prática para abordar empresas é sempre apresentando um projeto com soluções personalizadas para cada empresa. Não basta apenas enviar o Mídia Kit e aguardar um retorno positivo, mostre o quanto e como seu site pode agregar como veículo publicitários para aquela empresa.

Alguns exemplos de diferentes Mídia Kits para você se inspirar:

Não me mande Flores
Moda para Homens
Hypeness
Update or Die
Brainstorm 9
Roteiro Baby

Depois de ver o vídeo e ler este post, ficou alguma dúvida?
Deixe nos comentários!

  1. Sidnei Andrade | março 26, 2015 @ 18:10 - Responder

    Olá boa tarde! gostei muito da palestra e hoje vou iniciar o processo de criação do mídia kit do meu blog. Esse é um processo que estava esperando pois a quantidade de visitas ainda não é significante, mas como você informou que outras informações podem ser mais relevante, como por exemplo a minha taxa de rejeição é de 2.62% e acredito que seja uma informação importante, então vou focar mais nessa informação e em outras para melhorar a apresentação do mídia kit.

    Obrigado pela informação!

  2. Orlando Valle | agosto 13, 2015 @ 2:40 - Responder

    Marina tudo bem? Gostei muito da palestra. Foi show! Era exatamente o que estava procurando e me ajudou bastante. O meu dilema, entretanto, é saber quanto cobrar pelos espaços, uma vez que o site ainda vai entrar no ar e como você bem falou, é preciso cobrir o custo de produção e manutenção para que pelo menos não seja uma despesa. Então, o que fazer? O meu site é sobre memória afro-brasileira, com conteúdo muito específico, cabendo desdobramentos com assuntos correlatos, mas tudo com muita coerência. Fico grato pela atenção e resposta. Grande abraço, Orlando Valle.

    • Marina Braum | agosto 18, 2015 @ 18:50 - Responder

      Oi Orlando, tudo bem?

      O seu site é de um nicho bem específico é importante lembrar que no que, diz respeito à ações patrocinadas, a quantidade de campanhas e anunciantes não será tão abundante. Porém, pelo mesmo fato do seu público ser específico, a “taxa de desperdício” de targeting do anunciante não será grande uma vez que ele atingirá exatamente o perfil de público que está em busca.
      Como o site ainda está em projeto, neste início você deve fazer uma pesquisa de quais serão seus gastos e cobrar o suficiente para que uma ação cubra todos os gastos. Vale ressaltar aqui que dificilmente um site já começa dando lucros. Assim como todo “negócio”, um blog gera primeiro despesas antes de efetivamente trazer lucros. Não existe uma fórmula mágica, mas você deve estimar para que esse “prejuízo” inicial seja o menor possível.
      E, claro, sempre existem adnetworks como a boo-box que podem lhe ajudar a trazer um retorno financeiro com o seu site mesmo no comecinho! (:

      Espero ter ajudado!
      Abraços!!

  3. Aline Pires | novembro 6, 2015 @ 11:56 - Responder

    Adorei a apresentação, uma linguagem clara e objetiva. Eu que nunca tinha ouvido falar com Mídia Kit entendi como funciona.
    Muito obrigada

  4. Willian | dezembro 1, 2015 @ 14:42 - Responder

    Marina, reforço o comentário que fiz por e-mail: essa palestra ficou sensacional.

    O Awebic, site em que sou fundador, cresceu rapidamente nos últimos meses e a necessidade por um mídia kit se tornou óbvia. Como ninguém da equipe tinha muita experiência na criação de um documento para apresentar a anunciantes, este vídeo foi de MUITA ajuda.

    Basicamente, é um passo-a-passo de como fazer um mídia kit simples e objetivo (sem encheção de linguiça). Obrigado!

    Aproveito para destacar a dica de colocar informações que não estão no Google Analytics (aprox. 14m50s do vídeo). Quando eu comecei a fazer o rascunho do mídia kit logo pensei que encontraria tudo de valioso na ferramenta de monitoramento.

    Eu estava enganado. :P

    Isso me deu a ideia de fazer duas pesquisas específicas com os leitores para coletar dados (qualitativos e quantitativos) que o Analytics não consegue mostrar. Ainda não tive o retorno dos anunciantes, mas estou confiante que isso melhorou o valor do mídia kit como um todo.

    Mais uma vez, parabéns pelo trabalho!

    • Bárbara Oliveira | dezembro 2, 2015 @ 9:30 - Responder

      Oi, Willian! Tudo bem?

      Ficamos muito felizes com o seu feedback, especialmente a Marina. Toda e qualquer sugestão é bem-vinda e a sua só tem a acrescentar no material que preparamos!
      Focamos nos dados mais importantes, mas os Publishers podem e devem inserir nos mídia kits de seus sites aquilo que acreditarem ser de maior relevância para o anunciante e para o público.

      Sucesso e, mais uma vez, obrigada!
      Equipe boo-box

  5. Cassiana | julho 28, 2016 @ 18:08 - Responder

    Muito boa a palestra, parabéns Marina!