17 of maio de 2012

Gerenciando uma equipe de blogueiros com o WordPress

Pimp your blog, Publishers Postado por

O crescimento de um blog traz a necessidade de ter mais pessoas trabalhando nele. Confira nesse post nossas dicas para gerenciar uma equipe para o seu blog:

Quando o seu blog cresce, torna-se famoso e é visitado por milhares de pessoas todos os dias, o blogueiro se vê em uma situação complicada: manter todo o blog, o perfil no twitter e a fanpage no facebook tomam muito tempo, diminuindo as chances de escrever um bom post.

Em blogs de notícias ou que tratam de assuntos do momento isso pode ser um obstáculo na hora de fazer o blog crescer. E como fazer com que você continue gerenciando seu blog, e ao mesmo tempo garantir que os posts continuem sendo publicados? É hora de começar a gerenciar uma equipe de blogueiros!


Além de facilitar a manutenção do blog, ter uma equipe de blogueiros também é útil para você organizar melhor seu blog em categorias / assuntos e ter pessoas realmente especializadas nesses assuntos escrevendo. Além disso, é uma ótima oportunidade de expandir a área de atuação do seu blog e trazer mais visitas.

Digamos, por exemplo, que você tenha um blog sobre quadrinhos, mas conheça apenas sobre quadrinhos americanos. Você pode ter uma equipe com blogueiros que conheçam quadrinhos europes e quadrinhos japoneses. Ou, quem sabe, ter um blogueiro que entende de cinema e possa comentar os últimos lançamentos nerds? Com isso, você aumenta os assuntos tratados no seu blog, melhora sua indexação nos mecanismos de busca, consegue mais leitores, obtém mais relevância e… ganha mais dinheiro. :)

Gerenciar uma equipe pode parecer fácil no começo, mas há uma série de coisas que você precisa pensar: o trabalho será remunerado? De que forma? Qual será a média de posts que cada blogueiro deverá publicar diariamente? Como as pautas serão definidas? E por aí vai. Montar um modelo de trabalho que agrade tanto aos blogueiros quanto a você é importante.

Lembre-se de fazer um contrato que especifique o tipo de trabalho que os membros da sua equipe exercerão e em quais condições. Se eles vão trabalhar de casa, como será feito o controle das entregas, como será realizado o pagamento e outros pormenores. Estamos falando de um trabalho remunerado e é importante que você evite problemas jurídicos depois. O trabalho pode ser considerado uma forma de vínculo empregatício e, por isso, é importante documentar toda a mecânica de contratação.

Se você já tem um valor para investir e enxerga potencial no seu blog, pode até mesmo seguir o exemplo do Tecnoblog, blog de tecnologia em que escrevo. A equipe fixa do Tecnoblog possui um escritório e todos que trabalham no local possuem carteira assinada, com direitos e deveres. Com certeza é um trabalho descomunal cuidar de todos esses detalhes (afinal, você transformou seu blog em uma empresa de verdade), mas é com certeza o caminho mais seguro de remunerar sua equipe.

Além disso, nada mais justo que remunerar as pessoas que estarão ajudando com os textos (se o seu blog possui o objetivo de ganhar dinheiro). Há muitas formas de definir a remuneração (por post, fixo mensal, de acordo com a quantidade de visitas, etc.) e você precisa ter alguma ferramenta que permita controlar se o trabalho está sendo realizado corretamente. O próprio WordPress permite filtrar posts por usuário, facilitando o trabalho, e com ferramentas como o Analytics é possível saber quais os posts mais populares de cada autor. Na dúvida, até mesmo uma planilha de controle serve. :)

E já que estamos falando de controle, não deixe de pensar em uma forma de controlar o que cada blogueiro escreve, para evitar posts com conteúdo repetido ou com temas que fogem do assunto do seu blog. Uma dica boa  é não permitir que os blogueiros publiquem diretamente os posts, deixando-os como “Rascunho” ou com “Revisão Pendente”. Aí caberá a você ou a alguém de confiança fazer as alterações necessário no texto e publicar.

Para tornar a sua vida mais fácil, o WordPress já traz uma forma de controlar a equipe. É o sistema de funções, que permite dizer o que o usuário do blog pode ou não fazer. Por padrão, o WordPress possui as seguintes funções:

  • Administrador – Alguém que pode executar todas as tarefas no blog, inclusive instalar plugins e temas;
  • Editor – Alguém que pode publicar posts e também alterar o post de outros usuários;
  • Autor – Alguém que pode publicar e alterar apenas os próprios posts;
  • Colaborador – Usuário que pode escrever e alterar os próprios posts, mas não consegue publicá-los;
  • Assinante – Uma conta sem qualquer privilégio no blog

Com isso, é possível definir para seu blog uma estrutura muito parecida com jornais e revistas, onde os redatores aparecem com sugestões interessantes de pautas, mas quem define o que será publicado no final das contas é o editor (ou você).

No Blogger não temos uma alternativa parecida, o máximo que a ferramenta permite é definir quem é Administrador (pode alterar tudo no blog) e Autor (pode apenas escrever e publicar posts). Mesmo assim, você pode gerenciar uma equipe no Blogger, só vai ter um pouco a mais de trabalho.

No final, ter uma equipe trabalhando no seu blog pode dar um certo trabalho, mas é um sinal de que seu blog já atingiu um grau de maturidade. Avalie os prós e contras de ter sua própria equipe, siga nossas dicas, e faça seu blog crescer muito mais. :)

  1. luciano | maio 17, 2012 @ 16:19 - Responder

    estava justamente c esta duvida para fazer uma equipe. valeu pelo post, mto bom