17 of julho de 2012

Google Webmasters – Encontre erros de navegação no seu blog

Pimp your blog, Publishers Postado por

Saiba como encontrar e corrigir erros no seu blog com o relatório de rastreamento do Google Webmasters e evite perder visitas importantes ou até mesmo ser penalizados pelos buscadores.

Criado pelo Google para ajudar webmasters a seguirem as boas práticas da empresa, o Google Webmasters possui uma série de recursos úteis mesmo se você não possui conhecimentos técnicos avançados. Já mostramos por exemplo como aumentar as visitas com o Google Webmasters, e hoje veremos como o Google Webmasters é útil para mostrar erros que normalmente passam desapercebidos mas que podem prejudicar e muito seu blog.

Quase 73 mil URLs não encontradas? Isso vai dar trabalho…
Cabe lembrar, esses erros dizem respeito a falhas encontradas pelo Google no momento em que ele tentou acessar seu blog e rastrear as páginas. Erros mais específicos no seu blog, causados por plugins mal configurados ou layouts que só funcionam em navegadores específicos não entram necessariamente nessa lista de erros.

Para começar a encontrar (e resolver) possíveis problemas em seu blog, acesse o Google Webmasters e clique em Integridade > Erros de rastreamento. Você verá uma tela parecida com a imagem acima, mostrando os possíveis erros que o robô de busca do Google encontrou ao acessar seu blog nos últimos 90 dias.  Vamos ver o que cada um significa?

DNS - resumidamente um servidor de DNS transforma os números IP do servidor em uma URL mais amigável. Assim, ao invés de digitar http://123.456.789.0 você pode digitar http://www.seudominio.com. Se por algum motivo o seu servidor de DNS estiver fora do ar ou demorando para responder, o acesso ao blog pode ficar lento ou até mesmo inacessível.

Conectividade do Servidor - Se seu servidor é muito lento e vive caindo, nem mesmo o robô do Google vai conseguir acessá-lo. O mesmo acontece se seu blog estiver muito pesado e por isso o carregamento da página demora demais.

Busca de robots.txt – a primeira coisa que o robô do Google faz ao entrar em uma página é procurar por um arquivo chamado robots.txt  na pasta inicial do seu blog. Nesse arquivo ficam definidos quais URLs o robô poderá acessar, e quais devem fiar de fora. Se por algum motivo o robô não puder acessar esse arquivo ele evitará varrer todas as URLs do seu site para evitar o rastreamento de áreas seguras ou protegidas do seu blog.

Erro no servidor - A mesma coisa de Conectividade do Servidor, mas nesse caso para URLs específicas no seu blog. Uma página específica que esteja muito pesada por exemplo.

Soft 404 -  Mostra casos em que uma URL não pôde ser encontrada mas o servidor ou o WordPress não retornou uma página com erro 404 (de página não encontrada).

Acesso negado - mostra casos onde o robô do Google não pôde acessar a URL porque o servidor exigiu login e senha para acesso.

Não encontrado - Lista todas as tentativas do robô do Google de acessar uma página que retornaram erro 404. Isso pode acontecer se você apagou um post (ou editou seu permalink), ou mudou a estrutura de permalinks no WordPress, ou até mesmo mudou o WordPress de diretório.

Outros - Outros erros que acabem não se encaixando nas categorias anteriores.

Se você quiser, também pode fazer o download de todos os erros encontrados como planilha.

Com o relatório em mãos, é hora de começar a resolver os problemas. Se o Google acusa seu site de estar muito lento ou caindo, avalie desabilitar alguns recursos extras do blog (como plugins do WordPress ou efeitos gráficos do layout) ou até mesmo trocar de servidor.

Se você não tem um arquivo robots.txt ou não tem certeza se ele está bem configurado, crie um automaticmante com o Robots.txt File Generator  e suba para o servidor. Ou, se você tem uma instalação padrão do WordPress, crie um arquivo com as linhas abaixo:

User-agent: *
# remova os diretorios
Disallow: /cgi-bin/
Disallow: /wp-admin/
Disallow: /wp-includes/
Disallow: /trackback/
Disallow: /feed/

User-agent: Googlebot
# remover scrips css e afins
Disallow: /*.php$
Disallow: /*.js$
Disallow: /*.inc$
Disallow: /*.css$
Disallow: /*.wmv$
Disallow: /*.cgi$
Disallow: /*.xhtml$

# remove arquivos
Disallow: /wp-rss.php
Disallow: /wp-rss2.php
Disallow: /wp-rdf.php
Disallow: /wp-atom.php

Para erros como links 404, você pode usar o plugin Simple 301 Redirects, onde você pode configurar diversos redirecionamentos, inclusive para outras URLs.

Ter um blog com o mínimo possível de erros de rastreamento é importante para ficar bem posicionado nas buscas e atrair mais visitantes. Lembre-se, o objetivo primordial dos mecanismos de busca é encontrar o melhor resultado para o que o usuário está procurando. O seu blog pode ter o melhor conteúdo, mas se o Google considerar que o usuário não ficará satisfeito com o acesso (já que seu blog é lento ou cai constantemente), ele penalizará seu blog nos resultados de busca e pode até mesmo tirá-lo por completo das buscas.

Verifique constatemente os relatórios de erro do Google Webmasters e deixe seu blog sempre saudável. :)

  1. Dicas de | agosto 3, 2012 @ 15:57 - Responder

    Acho o plugin Smart 404, muito útil na geração de página de erros 404

  2. consultoria em otimizacao | março 8, 2014 @ 14:42 - Responder

    I always spent my half an hour to read this weblog’s articles or reviews everyday along
    with a mug of coffee.