26 of abril de 2012

Instale o cache no seu blog e receba visitas sem derrubar o servidor

Pimp your blog, Publishers Postado por

A dica de hoje da área de Publishers da boo-box vai ser sobre a instalação do recurso de cache. Com ele, você poderá receber milhares de visitas no seu blog, sem derrubar seu servidor.

Um dos maiores pesadelos de todos blogueiro é aquele exato momento em que seu blog faz tanto sucesso e recebe tantas visitas que o servidor não aguenta tantas requisições e cai. Lendas são contadas sobre blogs que receberam links em grandes portais e em poucos minutos já estavam fora do ar, incapazes de atender à demanda de centenas de usuários por minuto.

E por que isso acontece? Resumidamente, porque o WordPress é um grande comedor de recursos, mesmo com um tema simples e poucos plugins instalados. Basta pensar que, para cada acesso à uma página, o WordPress precisa acessar vários arquivos diferentes e fazer muitas chamadas ao banco de dados. Em uma situação em que vários acessos simultâneos começam a acontecer, você pode ter o servidor mais potente do universo que ainda assim ele acabará ficando muito lento ou caindo de vez.

Evite ser linkado pelo @interney enquanto seu blog não estiver com o cache habilitado. Sério.

Como evitamos isso? Existem diversas maneiras para diminuir a carga no seu servidor (inclusive já demos uma dica na semana passada ), e a que vamos falar hoje é uma das mais importantes e, infelizmente, menos usada pelos blogueiros: o cache de páginas.

Existem vários conceitos de cache diferentes, mas o mais comum funciona mais ou menos da seguinte forma: ao acessar um endereço pela primeira vez, o WordPress pega todo o código HTML gerado pela página e salva como um arquivo de texto. Quando a página for acessada novamente, o WordPress vai mostrar mostrar esse arquivo para o visitante, ao invés de acessar vários arquivos PHP e fazer diversos acessos ao banco de dados.

Um cache bem configurado é praticamente invisível para o usuário: com exceção da área de comentários, o conteúdo do post dificilmente mudará, não importa se são cinco ou dois milhões de usuários acessando ao mesmo tempo. Logo, porque simplesmente não usar? Um servidor menos carregado aguenta mais usuários, mais usuários significam mais sucesso, e mais sucesso significa mais dinheiro no seu bolso. :)

E, como último argumento para o uso do cache, cabe lembrar que os banners da boo-box não são impactados pelo uso, pois são acessados dos nossos servidores. Na verdade, nós queremos que cada vez mais blogs deixem o cache ativado, isso significa que teremos cada vez mais blogs de sucesso em nossa rede.

“Legal, mas como habilito o cache no meu blog?”, você deve estar pensando. Existem dois plugins que recomendamos, o W3 Total Cache e o WP Super Cache. Ambos são bons e possuem funções extras diferentes (recomendamos que você teste ambos antes de escolher qual usar). Ambos podem ser instalados diretamente do painel administrativo do WordPress, assim como você pode baixar os baixar os arquivos e subí-los usando o FTP para a pasta wp-content/plugins/

Uma das vantagens do WP Super Cache é a facilidade de configuração, em poucos cliques você tem um sistema de cache simples funcionando. Já o W3 Total Cache possui opções mais avançadas de configuração e o autor do plugin jura de pés juntos que configurando o plugin corretamente é possível deixar a velocidade de carregamento da página até 10 vezes mais rápida.

É importante notar que os resultados podem variar de blog para blog, já que a velocidade de acesso depende de outros fatores, como: a configuração do servidor que você usa, se ele se encontra no Brasil, a quantidade de plugins que você usa e até mesmo o tamanho das imagens que são carregadas ao acessar o blog (e todos esses temas serão tratados no futuro, aguardem), portanto uma solução que funcione perfeitamente para você, pode não funcionar para um outro blogueiro. O ideal é você mesmo fazer os testes e verificar a velocidade média de acesso ao seu site usando ferramentas disponíveis na internet ou até mesmo o ótimo PageSpeed do Google.

Então o que está esperando? Configure um plugin de cache no seu blog e pare de ficar fora do ar quando tiver muitos acessos!

  1. Leandro Cosas | abril 26, 2012 @ 18:19 - Responder

    Olá Paulo, muito bacana o post, parabéns.
    Sobre o uso do cache, quantas visitas, mais ou menos, pois sei que isso varia, você acredita que o WordPress aguenta por dia sem o uso do cache?

    Abraços

  2. J Guimaraes | abril 27, 2012 @ 19:22 - Responder

    Sem dúvida, vou fazer isso logo.

    E ver o resultado imediato.

    Dicas são sempre bem-vindas e a gente gosta muito delas.

    Muito obrigado.

  3. J Guimaraes | abril 27, 2012 @ 19:48 - Responder

    Legal

    Baixei e instalei agora o WP Super Cache.

    Configurei e dispus o link do criador no rodapé do blog.

    Só é preciso checar mais tarde se configurei certo.

    Correto?

    Mas verei isso em tutoriais daqui mesmo.

    Grato!

  4. Darlei Simioni | abril 29, 2012 @ 0:46 - Responder

    Olá!
    Só uma pergunta, e se possível me respondam por e-mail.
    Esses plugins só servem para WP ou para Blogger também?
    Se não servir para o Blogger, vocês indicam algum?

    Obrigado e sucesso sempre!