25 of novembro de 2011

Como usar o Google Webmaster Tools

Pimp your blog, Publishers Postado por

Aprenda a usar o Google Webmaster Tools, a ferramenta que pode fazer seu blog bombar nas buscas

Supergoogle é seu amigo e vai salvá-lo do perigo de não ser indexado. Para isto, o Google nos fornece uma outra ferramenta bacana, que pode complementar os dados obtidos no Analytics: Google Webmaster Tools. A ferramenta para webmasters fornece informações e dados sobre os sites e blogs que você adicionou à sua conta do Google. Os dados obtidos podem ser usados para aprimorar o modo como os mecanismos de pesquisa rastreiam e indexam o seu conteúdo. Bacana para SEOs, mas bacana também para você que não é especialista, mas toca seu blog com dedicação e carinho. E sabe como é: quanto melhor ele aparece, mais acessos você tem. Quanto mais acessos, mais chances de monetizar seu blog. E quem não gostaria, hein? Confira algumas discas de como usar o Google Webmaster Tools e mãos à obra!

Aprenda a utilizar o Google Webmaster Tools

Para começar, acesse: https://www.google.com/webmasters/tools. Se você já tiver uma conta do Google, é só usá-la para acessar a ferramenta. Se não tiver, não perca mais tempo. O Google tem várias ferramentas muito úteis para quem se aventura no mundo online.

Acessada a ferramenta, vá em Painel e clique em adicionar website. Após digitar o endereço, uma nova tela vai se abrir para que você faça a verificação de titularidade. Existem várias opções para fazer esta verificação. Leia com atenção e escolha a que você preferir (ou achar mais fácil).

Na página inicial você vai ter uma visão geral sobre o seu site, pode ver se suas páginas foram indexadas com sucesso e se há algum problema. Se você é novo na função de webmaster, uma dica aqui é bem importante: é fundamental que você envie um sitemap do seu site para que fique mais fácil para o Google encontrar todas as páginas do seu site ou blog. Caso ele não consiga encontrar suas páginas, os dados podem ficar comprometidos, então é importante começar por aqui.

Vá em Configurações de Site, no menu à esquerda e clique em Sitemaps. Agora, clique em Enviar Sitemap. Se você usa o Blogger, o espaço que aparece após a url do site ou blog deve ser preenchido de acordo com o número de posts que seu blog possui.

atom.xml?redirect=false&start-index=1&max-results=100

atom.xml?redirect=false&start-index=101&max-results=100

atom.xml?redirect=false&start-index=201&max-results=100

atom.xml?redirect=false&start-index=301&max-results=100

Coloque um link por vez e clique em Enviar Sitemap a cada vez que você adicionar. Se seu blog tiver 100 posts, use o primeiro link, se tiver 200, os dois primeiros e assim por diante. Pronto. A ferramenta vai dar uma pensadinha e aparecer com seus dados logo em seguida. Para quem usa WordPress, esse plugin facilita a criação do seu sitemap: (http://wordpress.org/extend/plugins/google-sitemap-generator/)

Parênteses concluídos, vamos adiante.

Google Webmaster Tools

No menu da página principal à esquerda você encontra o item “Seu site na web”. Nesta seção, você verá detalhes sobre como os usuários acessam o seu site e como ele aparece para os mecanismos de pesquisa. Aqui, você tem dados mais apurados do que no Analytics.

Nosso próximo item, “Consultas de pesquisa” vai te dar os termos de pesquisa mais comuns em que seu site ou blog apareceu nos resultados de pesquisas, bem como as consultas que efetivamente resultaram em visitas para o seu site.

Em “Links” você encontra detalhes sobre as páginas do seu site que ganharam links em outros sites. Outra ferramentinha bem útil para ter um panorama sobre quem anda te linkando!

Aqui vem a página que os profissionais de SEO (você já ouviu falar deles,certo?) adoram! A página “Palavras-chave” te fornece uma lista dos termos mais importantes encontrados pelo Google no seu site. Também fornece uma ideia sobre como o conteúdo do seu site é percebido. E aqui você deve prestar muita atenção a estes dados, pois utilizando corretamente palavras-chave, seu blog ou site pode ser mais facilmente localizado pelas ferramentas de pesquisa, aumentando o tráfego e, quem sabe, a rentabilidade.

Outro dado bacana que temos neste primeiro item do menu é a página “Estatísticas de Assinantes”, onde você encontra dados sobre o número de usuários inscritos no seu site que utilizam os serviços do Google, como o Google Reader, por exemplo.

Quando temos um mal-estar e vamos ao médico, tudo que precisamos é um bom diagnóstico. O Google Webmaster Tools fará exatamente este papel no item “Diagnóstico”. Aqui você encontra informações sobre problemas que possam ter sido encontrados pelo Google durante o processo de rastreamento e indexação do seu site; em “Malware” você tem ajuda para identificar quaisquer problemas com softwares “do mal” que queiram atrapalhar e “adoecer” seu blog. Outra página bem importante se você quer aparecer bem nas ferramentas de pesquisa: em “Erros de Rastreamento” você recebe uma lista de todas as páginas que o Google não conseguiu acessar e o motivo da falha. Agir para solucionar esses problemas pode ajudar a garantir que todo o conteúdo possa ser rastreado com êxito pelos mecanismos de pesquisa, tornando seu blog um epic win \o/. Mais uma mãozinha do tio Google para fazer de você um sucesso: em “Sugestões de HTML” você encontra maneiras de aprimorar o HTML no seu site.

Por aqui já temos um bom começo, não é mesmo? É muito importante aprender a usar estas ferramentas para que seu blog bombe na web. Acesse o Google Webmaster Tools e use-o a seu favor.

  1. Bruno Cunha | junho 16, 2012 @ 11:57 - Responder

    Essas são dicas de ouro que todo site deveria saber!

  2. José | dezembro 9, 2013 @ 15:33 - Responder

    Conteúdo Muito Interessante, dicas super Importantes.
    Parabéns pelo Trabalho.