26 of janeiro de 2012

Uma ideia que dominou o Complexo do Alemão

Cases Publishers, Publishers Postado por

Criatividade e conhecimento conectam Renê Silva à boo-box e à história de vida de muitos jovens

Problemas como a falta de água e material escolar incomodam sim, muita gente, principalmente nas comunidades mais humildes do Rio de Janeiro. Não foi diferente para os alunos da Escola Municipal Alcide de Gasperi, que, buscando a atenção da prefeitura da cidade, criaram um jornal para divulgar as dificuldades do dia-a-dia de cada um deles.

Foi assim que o espírito crítico do jovem Renê Silva, hoje com 18 anos, despertou e ele se reuniu a outros colegas da para organizar o informativo. A experiência como “curioso” deu tanto certo, que o aspirante a jornalista criou dentro da sua casa o Voz da Comunidade. Desde 2005, o veículo fala da rotina de uma das maiores favelas do Brasil, o Complexo do Alemão.

Ilustração - Renê Silva

Sob o olhar do morador do Morro do Adeus, as favelas que fazem parte do complexo ganharam voz e espaço. O jornal Voz da Comunidade começou com 100 exemplares e ganhou reconhecimento e apoio dos moradores da região. Como uma ponte de integração entre o morro e a informação, Renê passou a usar o computador e disseminar as notícias da favela nas redes sociais. “Mostrar que as pessoas por aqui têm voz e ideologias foi meu maior incentivo”, comenta Renê.

Do Complexo do Alemão para a web. Foi assim que o estudante ganhou ainda mais credibilidade. Ele conseguiu cobrir em tempo real pelo Twitter, de dentro da favela, a ocupação policial no complexo. “Novas oportunidades surgiram e eu participei da Campus Party, um dos maiores eventos de tecnologia e internet do Brasil. Nesta época, conheci o Marco Gomes”, conta Renê.

No evento, Marco apresentou as soluções da boo-box e Renê passou a utilizá-las no Twitter e em seu blog. Assim como tantas outras histórias que merecem destaque e apoio, Renê conseguiu ser um publisher com rentabilidade nas redes, graças a ajuda das ferramentas da boo-box.

“Achei a boo-box super interessante, pois além de divulgar produtos apenas com cliques, também proporciona para pessoas que não tem condições financeiras a oportunidade de desenvolver um trabalho digno, informativo e rentável”, define Renê. Hoje, ele conta com mais de 26 mil seguidores no twitter (@rene_silva_rj) e mais de 70 mil acompanham o @vozdacomunidade para saber o que rola no cotidiano do Complexo do Alemão e de outras comunidades.

  1. Walfrido Vasconcelos | janeiro 27, 2012 @ 14:59 - Responder

    Achei muito interessante vocês da boo-box divulgarem historias assim! Espero receber muitas outras historias de parceiros da boo-box :)

  2. Agrário Conrado | janeiro 27, 2012 @ 18:14 - Responder

    Valeu , as redes sociais , são ferramentas de mudança social , valeu boobox impulsionar essas novas idéias.Continuar.

    Agrário Conrado

  3. Leila | janeiro 27, 2012 @ 21:09 - Responder

    Parceria incrível Boo-Box e Renê Silva!!! Parabéns, galera